Riley P, Lamont T. Triclosan/copolymer containing toothpastes for oral health (Protocol). Cochrane Database of Systematic Reviews 2013, Issue 5. Art. No.: CD010514. DOI: 10.1002/14651858.CD010514.

Contexto

A doença periodontal e a cárie dentária são doenças bucais de alta prevalência que podem causar dor e desconforto, problemas estéticos e de higiene bucal, e eventualmente a perda do elemento dental. O tratamento para cada uma delas pode chegar a custos elevados além de sobrecarregarem os sistemas de saúde.  O triclosan é um agente antibacteriano de baixa toxicidade, que, quando combinado a um copolímero, que é usado para garantir a substantividade do triclosan por um período mais longo, diminui o biofilme dental e a gengivite, inflamação da gengiva. É importante que estes ingredientes adicionais sejam seguros e não interfiram no efeito anticárie do flúor presente em cremes dentais

Objetivo do estudo

Comparar os efeitos dos cremes dentais com flúor contendo triclosan/copolímero com outros cremes dentais somente com flúor, no controle da cárie, biofilme dental e gengivite a longo prazo em crianças e adultos. 

Métodos de pesquisa

Pesquisamos o Registro de Estudos Clínicos do Grupo de Saúde Bucal Cochrane (até 19 de agosto de 2013), o Registro Central de Estudos Clínicos Controlados da Cochrane (CENTRAL) (The Cochrane Library 2013, Tópico 7), MEDLINA via OVID (1946 até 19 de agosto de 2013), EMBASE via OVID (1980 até 19 de agosto de 2013), e o Registro de Ensaios Clínicos dos Institutos Nacionais da Saúde dos EUA (clinicaltrials.gov) (até 19 de agosto de 2013) Não aplicamos restrições quanto à língua ou data de publicação nas pesquisas dos bancos de dados.

Critérios de Seleção

Incluímos estudos clínicos controlados e randomizados (RCTs) que avaliam os efeitos de cremes dentais contendo triclosan/copolímero na saúde bucal.

Coleta e análise de dados

Dois autores avaliaram de forma independente os resultados da pesquisa segundo os critérios de inclusão para esta revisão, extraindo dados e analisando os riscos de avaliações tendenciosas. Nos empenhamos em contatar os autores do estudo para questionar sobre lacunas nas informações ou esclarecimentos quando necessários. Combinamos estudos similares suficientes de meta-análise utilizando modelos de efeitos aleatórios em casos de pelo menos quatro estudos (modelos de efeitos fixos), que relataram diferenças de média (MD) para dados contínuos e taxas de risco (RR) para dados dicotômicos.

Resultados principais

Nesta revisão, incluímos 30 estudos, que analisaram 14.835 participantes. Avaliamos 10 estudos (33%) com baixo risco de serem tendenciosos, nove (30%) com alto risco de serem tendenciosos e 11 (37%) como não definido.

Biofilme Dental

Em comparação com o grupo de controle, após seis a sete meses de uso, o creme dental com triclosan/copolímero diminuiu o biofilme dental a 0.47 em uma escala de 0 a 5 (MD - 0,47, 95% intervalo de confiança (IC) -0,60 a 0,34; 20 estudos, 2675 participantes, evidência de moderada qualidade). A média do grupo controle foi 2,17, representando uma diminuição de 22% do biofilme dental. Após um intervalo entre seis e sete meses de uso, ele também reduziu a 0,15 a proporção dos locais com biofilme dental com pontuação de 3 a 5 de um escala de 0 a 5 (MD -0,15; 95% IC -0,20 a -0,10; 13 estudos, 1850 participantes, evidência de moderada qualidade). A média do grupo de controle foi 0,37; representando uma diminuição de 41% na severidade do biofilme dental.

Gengivite

Após um intervalo entre seis e sete meses de uso, o creme dental com triclosan/copolímero diminuiu a inflamação a 0.27 em uma escala de 0 a 3 (MD - 0,27, 95% IC -0,33 a -0,21, 20 estudos, 2743 participantes, evidência de moderada qualidade). A média do grupo controle foi 1,22; representando uma diminuição de 22% da inflamação. Após um intervalo entre seis e sete meses de uso, ele também reduziu a proporção do sangramento nos locais (ex. pontuação de 2 ou 3 em um escala de 0 a 3) a 0,13 (MD -0,13; 95% IC -0,17 a -0,08;15 estudos, 1998 participantes, evidência de moderada qualidade). A média do grupo de controle foi 0,27, representando uma diminuição de 48% do sangramento.

Periodontite

Após 36 meses de uso, não houve evidência de diferença entre o creme dental com triclosan/copolímero e o grupo de controle no desenvolvimento da periodontite (RR 0,92; 95% IC 0,67 a 1,27; um estudo, 480 participantes, evidência de baixa qualidade).

Cárie

Após 24 a 36 meses de uso, o creme dental com triclosan/copolímero diminuiu ligeiramente a cárie coronária quando foi usado o índice de superfícies dentais cariadas e obturadas (CPO-S) para avaliação, (MD -0,16; IC -0,31 a -0,02; quatro estudos, 9692 participantes, evidência de alta qualidade). A média do grupo de controle foi 3,44, representando uma diminuição de 5% no índice de cárie coronária. Após 36 meses de uso, o creme dental com triclosan/copolímero provavelmente diminuiu a cárie radicular (MD - 0,31%, 95% IC -0,39 a -0,23, um estudo, 1357 participantes, evidência de moderada qualidade).

Cálculo Dental

Após seis meses de uso, o creme dental com triclosan/copolímero provavelmente diminuiu a média total do cálculo dental por participante a 2,12 mm (MD - 2,12, 95% IC -3,39 a -0,84, dois estudos, 415 participantes, evidência de baixa qualidade). A média do grupo controle foi 14,61 mm, representando uma diminuição de 15% do cálculo.

Efeitos adversos

Não haviam dados disponíveis da meta-análise sobre efeitos adversos, mas 22 estudos (73%) relataram que não houve efeitos adversos causados pelo creme dental no grupo experimental e nem no grupo controle.

Foi constatada uma considerável heterogeneidade na meta-análise para biofilme dental, gengivite e cálculo dental. O biofilme e a gengivite mostraram resultados tão consistentes que não afetaram nossas conclusões, mas o leitor talvez queira interpretar os resultados com mais cautela. 

Conclusões dos autores

Foi constatada evidência de moderada qualidade mostrando que cremes dentais contendo triclosan/copolímero com flúor diminuiram a quantidade de biofilme dental, inflamação e sangramento gengival  em comparação aos cremes dentais apenas com flúor, sem triclosan/copolímero. Essas diminuições podem ou não ser clinicamente importantes, e são evidentes independentemente dos níveis iniciais do biofilme dental e gengivite, ou se existiu ou não profilaxia dentária no início do estudo. Evidência de alta qualidade mostrou que cremes dentais com triclosan/copolímero levam a uma pequena diminuição nos índices de cárie coronária. Foi observada uma evidência mais fraca mostrando que cremes dentais com triclosan/copolímero provavelmente tenham reduzido a cárie radicular e cálculo dental. Não houve evidência suficiente para concluir se houve ou não a prevenção da periodontite.Não houveram problemas aparentes quanto à segurança do uso de cremes dentais com triclosan/copolímero em estudos com até três anos de duração.

 

Cremes dentais contendo triclosan/copolímero para a saúde bucal

Sobre a revisão

Esta revisão foi conduzida para avaliar os efeitos do uso de cremes dentais contendo triclosan (um ingrediente antibacteriano) associado a um copolímero (um ingrediente para diminuir a quantidade de triclosan que é liberado durante o enxágue ou pela saliva) com flúor (um ingrediente que previne a cárie dentária) em comparação a outros cremes dentais com flúor (sem triclosan/copolímero) para a saúde bucal.

 

Contexto

As doenças periodontais e a cárie são as principais razões da perda do elemento dentário. Se não for removido, o biofilme dental (uma camada aderida ao dente que contem bactérias) pode se acumular nos dentes. Isto pode levar à gengivite (uma condição que afeta a maioria dos adultos e se caracteriza pelo edema e hiperemia da gengiva) que, caso não tratada, pode levar a uma forma mais grave de doença gengival chamada periodontite (que atinge até um de cada cinco adultos entre 35 a 44 anos de idade no mundo inteiro). A periodontite pode causar dor, dificuldades de se alimentar, estética desagradável e eventualmente a perda dentária. O acúmulo do biofilme dental também pode evoluir para a cárie, uma condição que afeta até 90% das crianças com idade escolar em países industrializados e a maioria dos adultos. Grande quantidade dos recursos destinados para a saúde é usada no mundo inteiro para tratar as doenças periodontais e a cárie, sendo as duas passíveis de prevenção. Atualmente, há várias pesquisas em andamento sobre a possível ligação entre periodontite e outras condições clínicas como diabetes, artrite reumatóide, doenças cardíacas e também o nascimento prematuro (extremamente precoce) de bebês abaixo do peso.

Adicionar um ingrediente antibacteriano eficaz e seguro aos cremes dentais pode ser uma resposta fácil e de baixo custo para estes problemas. Acredita-se que o triclosan consiga combater as bactérias nocivas do biofilme dental que pode evoluir para doenças periodontais graves, ao mesmo tempo em que diminui o edema. É importante que a adição de triclosan em cremes dentais com flúor não diminua os efeitos benéficos do flúor na prevenção contra a cárie dentária.

 

Características do estudo

Autores do Grupo de Saúde Bucal Cochrane realizaram esta revisão de estudos existentes e as evidências estão atualizadas até 19 de agosto de 2013. Ela inclui 30 estudos publicados entre 1990 e 2012 em que 14.835 participantes foram randomizados entre receber creme dental com flúor contendo triclosan/copolímero e receber creme dental com flúor sem a adição do sistema triclosan/copolímero. O creme dental que foi usado na maioria dos estudos é comercializado pela fabricante Colgate. Versões futuras desta revisão considerarão uma variedade mais ampla de agentes antibacterianos em outros cremes dentais.

 

Resultados principais

As evidências mostram benefícios associados ao uso do creme dental com flúor contendo triclosan/copolímero em relação a outros cremes dentais com flúor (sem triclosan/copolímero). Houve uma redução de 22% no biofilme dental, uma redução de 22% na gengivite, uma redução de 48% no sangramento gengival e uma redução de 5% na cárie dentária. As evidências foram insuficientes para mostrar se há alguma diferença entre os cremes dentais na prevenção da periodontite. Não foi constatada evidências de efeitos prejudiciais associados com o uso de cremes dentais com triclosan/copolímero em estudos com até três anos de duração.

 

Qualidade da evidência

Evidência relacionada ao biofilme dental e à gengivite foi considerada de moderada qualidade. Evidência em relação à cárie dentária foi de alta qualidade, enquanto evidência em relação à periodontite foi de baixa qualidade.