Folheto: Cárie

Folheto: Cárie 

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.



Folheto: Cárie

Como eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa

Folheto: Cárie

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.


Folheto: CárieComo eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa

Folheto: Cárie

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.


Folheto: CárieComo eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa

Folheto: Cárie

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.


Folheto: CárieComo eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa

Folheto: Cárie

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.


Folheto: CárieComo eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa

Folheto: Cárie

"Cárie" é uma outra forma de se denominar a deterioração do dente. Ela é fortemente influenciada pelo estilo de vida do indivíduo - o que se come, como se cuida dos dentes, a presença de flúor na água ingerida e o flúor no creme dental.

A hereditariedade também tem um papel importante na predisposição de seus dentes se deteriorarem. Embora a cárie seja mais comum em crianças, adultos também estão sujeitos a ela. Os tipos de cárie incluem:

Cárie coronária
O tipo mais comum que ocorre tanto em crianças como em adultos, a cárie coronária se localiza nas superfícies de mastigação ou entre os dentes.

Folheto: Cárie 

Cárie radicular
À medida que envelhecemos, a gengiva se retrai, deixando partes da raiz do dente expostas. Como não existe esmalte cobrindo as raízes do dente, estas áreas expostas se deterioram facilmente.

Como posso ajudar a evitar a cárie?

  • Escove os dentes pelo menos três vezes ao dia, e use o fio dental diariamente, a fim de remover a placa bacteriana entre os dentes e sob a gengiva.
  • Faça avaliações regulares. O cuidado preventivo pode evitar e controlar problemas.
  • Adote uma dieta balanceada, com pouco açúcar e amido. Quando ingerir estes alimentos, procure comê-los durante a refeição, e não como um lanche, para minimizar o número de vezes que seus dentes são expostos ao ácido.
  • Utilize produtos que contenham flúor, incluindo o creme dental.
  • Certifique-se de que a água que seus filhos, ou criançcas, bebem contenha flúor. Se a água fornecida em sua localidade não contém flúor, seu dentista ou pediatra pode prescrever suplementos de flúor diários.
  • Troque sua escpva dental a cada três meses ou sempre que elas perderem sua forma original. Lembre-se também de trocá-la sempre que tiver um resfriado, gripe, infecção na boca ou dor de garganta, a fim de evitar recontaminações.


Folheto: CárieComo eu sei se estou com cárie
Apenas seu dentista pode dizer com certeza se você tem cárie.

É maior a probabilidade da cáries se desenvolver em fóssulas e fissuras nas superfícies de astigação dos dentes posteriores, nos espaços entre os dentes e próximo à linha da gengiva.

Mas independentemente de onde ocorrer, a melhor maneira de identificá-la e tratá-la, antes que se torne séria, é visitando seu dentista regularmente para avaliações.


Faça download da versão impressa